A cerimónia do casamento

Documentos para o casamento

Cerca de três meses antes da data prevista para o casamento, os noivos devem dirigir-se à Conservatória do Registo Civil da área de residência de um deles para assinar a declaração de casamento, indicando, nos documentos a preencher, a data, o local e o tipo de casamento que pretendem, católico ou civil.

Noivos

A preparação antes do casamento

Cerca de três meses antes da data prevista para a cerimónia de casamento, os noivos devem dirigir-se à Conservatória do Registo Civil da área de residência de um deles para assinar a declaração de casamento, indicando, nos documentos a preencher, a data, o local e se é um casamento católico ou um casamento civil.

  • Para dar início ao processo preliminar do casamento, é necessário levar os seguintes documentos:
  • 1Bilhetes de identidade
    2Certidões de nascimento (tiradas há menos de 6 meses na Conservatória onde foi feito o registo de nascimento)
    As certidões de nascimento podem ser pedidas a partir do Portal do Cidadão ou, se preferir, na conservatória onde está registado o nascimento. Os portugueses que nasceram noutro país terão que se dirigir à Conservatória dos Registos Centrais.
    3Escritura ou auto de convenção antenupcial, se tiver sido celebrada.
    4Se um dos noivos for estrangeiro terá de pedir à embaixada do seu País um certificado de capacidade matrimonial. O passaporte pode, nestes casos, substituir o Bilhete de Identidade.
    5Em caso de viuvez deverá apresentar o certificado do antigo casamento e de falecimento do cônjuge.
    6Em caso de divórcio ou anulação de casamento é necessário apresentar o certificado do matrimónio anterior com a documentação correspondente.


  • No casamento católico é necessário apresentar os documentos atrás referidos e ainda:
    1Certidão de baptismo caso se trate de um casamento (num casamento católico, é condição os noivos serem baptizados).
    2 Certificado do Curso de Preparação do Matrimónio (CPM)

O processo preliminar de casamento

Preenchidos os devidos documentos, será fixado um edital à porta da Conservatória do Registo Civil de ambos os noivos, durante 9 dias, que serve para averiguar se existe da parte de algum dos noivos algum impedimento à efectivação do casamento. Ao fim deste tempo, se não existirem impedimentos ao casamento, a Conservatória onde o processo deu entrada emitirá uma declaração/despacho a autorizar o casamento, que será enviada para a Conservatória e para a Paróquia onde os noivos irão casar (conforme se trate de um casamento civil ou religioso).
Se o despacho for favorável, o casamento deve ser celebrado no prazo de 90 dias, contados a partir da data do referido despacho. Passado este prazo, os noivos terão que repetir o processo.

Casamento Civil

O casamento civil pode ser realizado em qualquer lugar, desde que os noivos encontrem um representante do Registo Civil que se disponha a deslocar-se ao local por eles escolhido. No dia marcado para o casamento, os noivos comparecem perante o Conservador que preside à cerimónia, acompanhados de duas testemunhas.
No final da cerimónia civil, procede-se ao registo do casamento no livro próprio.

Casamento Católico

Tradicionalmente os noivos dirigem-se ao pároco da freguesia de um deles para que seja iniciado o processo de casamento, em muitos aspectos semelhante ao casamento no Registo Civil. Este encontro é fundamental, pois permite manifestarem as razões que os levam a celebrar um casamento católico e a conversarem sobre os aspectos mais importantes do casamento.
Tal como no casamento civil, é necessário averiguar se existem impedimentos à celebração da cerimónia. Embora o procedimento seja idêntico, no casamento religioso os editais são publicados na Conservatória e, também na Paróquia, durante 8 dias. São os chamados “banhos”.

Para que haja cerimónia religiosa é necessário que o pároco receba da Conservatória do Registo Civil a declaração da autorização para o casamento. Se os noivos quiserem casar numa capela que pertença à casa onde se realiza a festa, ou com outro celebrante que não seja o pároco, é necessário fazer um requerimento ao Patriarcado.

Após a cerimónia religiosa, os noivos assinam o livro de Registo Civil. No final, o padre envia um comunicado do casamento à Conservatória do Registo Civil, que constará junto da certidão de nascimento.

Casamentos Mistos

Cada vez mais se verifica a existência de casamentos mistos. É possível celebrar um casamento religioso entre um católico e um não católico, seja ateu, agnóstico ou praticante de outra religião. A única ressalva a garantir será de que o/a noivo/a não católico não se oponha à pratica da fé do cônjuge nem à sua vontade de educar os filhos sob a religião católica.

  • Impedimentos legais ao casamento:

    1 Idade inferior a 16 anos (necessita de por escrito dos pais).
    2 Demência comprovada.
    3 Existência de um casamento anterior não dissolvido.
    4 Parentesco e afinidade em linha recta (pais e filhos ou entre sogros e genros ou noras).
    5 Parentesco no 2º grau da linha colateral (entre irmãos) e parentesco de 3º grau na linha colateral (entre tios e sobrinhos) que carece da autorização do tribunal.
    6 Alguém que tenha sido anteriormente condenado por homicídio ou por tentativa de homicídio do cônjuge da pessoa com que pretende casar.
    7 Não observância do prazo internupcial (180 dias para os homens e 300 dias para as mulheres) no caso de divorciados.


Para mais informações: Inês Menezes. E-mail: imenezes@casamentoclick.com



Tudo o que necessita para realizar seu casamento.

MAIS DE 2.000 FORNECEDORES


Newsletter no seu email


Aceito as condições legais y la Política de Privacidade de Bodaclick


Não são apenas os casamentos temáticos que estão na moda. Os casamentos 2 em 1 também. Casamentos em que a noiva festeja o seu aniversário, como o da Catarina. Casamentos em que os noivos comemoram o seu aniversário ... [Ver o Blog]